Sexta-feira, 30 de Julho de 2010

Lendo...

 

Quotes HM (1)

 

" - Se estava interessado?... Quando muito, chamaria a isso curiosidade intelectual."

 

" - Achas que alguém consegue nadar com um biquini daqueles?"

 

" - Não sei porquê, mas a verdade é que consigo falar contigo"

 

" - Ainda têm o hábito de cortar as orelhas?

   - Um homem só tem uma vida. Orelhas, tem duas.

   - Pode ser que sim, mas só com uma orelha não se pode usar óculos."

 

(nota de rodapé): É lendária a ética de trabalho que leva os japoneses a trabalharem demasiado. Com efeito, as horas extraordinárias são uma prática instituída, levando não raras vezes à morte dos próprios funcionários. «Morrer por se trabalhar demasiado é tão comum no Japão que há uma palavra para isso - karoshi», escrevem Blaine Harden e Akiko Yamamoto em reportagem no Público. Existe mesmo uma linha telefónica de emergência, um livro de auto-ajuda e uma lei que canaliza dinheiro para a viúva e filhos de um funcionário assalariado que «se matou a trabalhar pelo bem da sua empresa».


publicado por Strelitzia5 às 13:28
link do post | comentar | favorito
Sábado, 24 de Julho de 2010

REVOLTANTE

 

 

 

Sinto-me totalmente chocada e revoltada depois de ter lido a revista Notícias Sábado que veio com jornal Diário de Notícias de hoje.

 

1º. Mérito e talento de nada interessam, mandam-nos confiar na sorte!... E se receber 250€ por mês, já me tenho que dar por contente, e se quiser sobreviver, que vá para um supermercado, pois lá respeitam-me e ainda me pagam 800€!!

 

2º. Diz o "Exmo." Sr. Bastonário: «Não vão para Direito! Fujam das faculdades de Direito, vão-se meter no inferno (sim, já reparámos, tarde demais), tirem outros cursos (para ir igualmente para o desemprego? Ou temos que ser todos médicos? Ai, espera, depois também passavam a haver médicos a mais!!), vão meter-se em sarilhos!»

 

[Pois, pode ter sido um inferno para Si tirar o curso de Direito... Não vão para Direito!? Isto é um absurdo!!]

 

3º. Pergunta o entrevistador: «Concluiu a sua licenciatura em Direito com uma média final de 11 valores, no início da década de 1980 (bons tempos, hein?). Se, na altura, fosse submetido a este mesmo exame acha que passava? - De caras! E com boa nota! Eu sabia de Direito, nunca chumbei, embora tenha suspendido o curso durante 6 anos.»

[Acho que está à vista e não preciso comentar sequer... Mas espera, vou perder um bocadinho do meu tempo na mesma! Na altura, sabia de Direito! Pois, porque agora sabe só um pouco mais de corporativismo do que de Direito. E se AGORA fosse submetido a este exame!? Porque, NA ALTURA, NÃO HAVIA EXAME!]

 

4º. Continua o entrevistador: «Porque razão não foram afixadas as notas? - Porque algumas delas eram vergonhosas: 0 valores...0,1...

 

Quanto a critérios de vergonha, deixe-se isso para os próprios. Notas de exames deste teor são públicas! Como sabemos o critério de aprovação, ou melhor, de desaprovação? É um-dó-li-tá, aprova estes 2, desaprova estes 100? Quando os examinandos consideraram o exame fácil e acessível?

 

Numa faculdade como a FDL, as pautas são o que são, mesmo que as notas pareçam uma "lista telefónica". Não temos vergonha de nada. Estamos lá para assumir as nossas vitórias e os nossos falhanços, e orgulhosos do esforço titânico que empregamos no dia-a-dia.

Saiba-se que já vi 1's nas pautas. Saiba-se inclusivé, que em testes de Processo Civil, de escolha múltipla, a descontar, já houve notas abaixo de zero! -1, -2!

 

Não são classificações que classificam um profissional. Elas são uma mera referência. Que nos seja democraticamente possibilitado o acesso ao ensino da Ordem, que forma profissionais, como qualquer outro licenciado pré-Bolonha!

 

Ao contrário do que se pensa, o nosso curso não é um bacharelato, nem um travesti!! Não me pronuncio quanto a outras realidades que desconheço, mas quanto à realidade que eu conheço na FDL, atrevo-me a dizer que muitos licenciados teriam sérias dificuldades em acabar o curso nas condições que nós o temos hoje que acabar. E ainda assim somos tratados como se fôssemos menos que os outros!

 

Esta é uma realidade evidente a todos os envolvidos no mundo do Direito, e não só. Porque não o é para as pessoas que mais a deviam reconhecer e apoiar?

 

 

sinto-me: com náuseas.....

publicado por Strelitzia5 às 12:56
link do post | comentar | favorito
Quarta-feira, 21 de Julho de 2010

Sobre almas gémeas

 

 

Fico feliz. Num flashback, lembro-me do que senti quando o conheci. Da nossa história. De todas as vezes que ele adivinha os meus pensamentos. Da nossa cumplicidade total. Na forma como comunicamos só com o olhar. Mas também em como, tantas vezes, os nossos gostos e opiniões divergem. Dulce Regina explica que são esses os indícios que marcam a diferença na relação entre almas gémeas. É o que a torna especial e única. «As almas gémeas não têm de gostar das mesmas coisas. O importante é a essência, porque os dois espíritos têm a mesma índole. Não é fácil encontrar a alma gémea na Terra. E nem sempre elas ficam juntas», revela. «Mas no seu caso, se isso aconteceu, foi porque ambos mereciam. Espero que saiba reconhecer a importância disso. Ele também já foi seu marido noutras vidas, mas não soube valorizá-lo. Não se reconheceram, nem reconheceram as qualidades um do outro. Por isso, nesta vida vieram para dar valor um ao outro e permanecer juntos. A vossa relação é muito saudável, mas tem de ter consciência que deve ser sempre realista. O que geralmente atrapalha a relação entre almas gémeas é a energia negativa dos outros, porque a ligação que se gera entre elas desperta muita inveja.» Porque a ligação espiritual é eterna, mas as almas gémeas podem "desviar-se". Num casamento, por exemplo, pode haver ruptura. Isto acontece quando o outro não reconhece a sua alma gémea. Aconselha-me a ajudá-lo a procurar o equilíbrio. Porque estamos juntos para ajudar à evolução um do outro.

 

1-Como posso reconhecer a minha alma gémea?

R: O que fica registado no encontro de duas almas gémeas é a emoção no momento desse reconhecimento. Se tem um sentimento muito forte em relação a alguém, possivelmente é a sua alma gémea. Quando acontece o encontro, a sensação é de que existe um só coração e uma só consciência.

 

2-Todas as pessoas encontram a sua alma gémea?

R: O objectivo das almas gémeas não é ficar fisicamente juntas na terra, mas se isso acontece, é sinal de que os dois espíritos estão em sintonia e já podem viver essa experiência aqui na Terra. Mas o mais importante não é encontrar, mas sim permanecer com ela.

 

3-Qual é a diferença entre a alma gémea matriz e a alma gémea companheira?

R: A alma gémea matriz é a outra metade. A alma gémea companheira é um dos 11 espíritos que se desmembraram, cada um deles com a sua própria alma gémea, todos fazendo parte da mesma centelha cósmica. Com a alma gémea a energia é muito mais forte, porque os espíritos estão em sintonia e um complementa o outro. Entre as almas gémeas companheiras a relação não é tão profunda.

 

4-Quem pode ser a minha alma gémea?

R: Não tem necessariamente de ser um marido, pode ser um filho, um pai, um irmão...

 

 

(mais em Revista HAPPY, edição de Março 2010)

 

 

 


publicado por Strelitzia5 às 02:08
link do post | comentar | ver comentários (4) | favorito
Segunda-feira, 19 de Julho de 2010

Biblioteca de Verão - Diário de Notícias

 

BOA! :D


publicado por Strelitzia5 às 20:21
link do post | comentar | favorito
Domingo, 16 de Agosto de 2009

Debate sobre o Amor (Para as Mulheres!)

 

O amor é suficiente para uma relação resultar?

 

MRP: Não. Pelo contrário. O amor assusta. Muitas vezes atrapalha, os homens ficam cheios de medo, sentem-se vulneráveis.

 

Os opostos atraem-se?

 

CCA: Não. Pode funcionar na física, mas não no amor. O que separa as pessoas e causa conflitos nas relações é aquilo que os afasta. O que os une é o mesmo modo de olhar para a vida.

 

Existe alma gémea?

 

CCA: A nossa alma gémea é aquela que é compatível connosco e que aparece num momento em que há particular abertura. Temos mais do que uma alma gémea, sem dúvida nenhuma.

 

MRP: Existe. Existe, mas dá um trabalhão a encontrar, a cativar e a manter. Ao princípio, o choque e a alegria são tão grandes que as pessoas ficam cheias de medo. O mais comum é fugirmos da nossa alma gémea, por puro medo. Os homens raramente escolhem ficar com a alma gémea. A relação com ela mostra-te tal qual como é, e ninguém quer ver isso. A alma gémea não é aquilo que nós queremos, mas aquilo que nós somos. E, sim, só há uma. Mas não é suposto ficar com a sua alma gémea, é suposto ficar com alguém com quem se dê bem, que a faz feliz e que a complementa.

 

Os homens são todos iguais?

 

MRP: Não são: há quatro tipos de homem. O sacana profundamente atraente, o doméstico profundamente chato, o sacana que finge que é boa pessoa, e o que não tem a mania de nada, que é o melhor de todos. E não, não está sempre casado. Temos é de o encontrar na idade certa: aos 30. Não se pode levar a sério um homem antes dos 30. Até aos 25 sofrem o primeiro desgosto de amor. Entre os 25 e os 30 percebem o grande poder que têm e ficam entre tornar-se um homem normal ou um sacana, e aos 30 escolhem. E ainda há o eterno indeciso, o gajo mais chato do mundo. É o menino da mamã que nunca cortou o cordão umbilical e quer casar-se com uma rapariga igual à mãe, mas quando ela aparece, fica tão apavorado que não se casa. Está sempre à espera que a vida o leve.

 

Só conseguimos ser felizes com outra pessoa?

 

CCA: Claro que o ideal seria termos tudo: pais, parceiros, filhos, amigos. Mas se não tivermos marido ou namorado, há outras relações na nossa vida que nos podem dar a afectividade que nos falta, como os amigos.

 

MRP: Sem dúvida. Lamento mas essa coisa de mulheres sozinhas e independentes é tanga. A necessidade de uma relação está nas nossas entranhas, está no nosso ADN. Claro que uma mulher independente e inteligente, que chega aos 60 e não encontrou a pessoa certa, pode viver muito feliz, mas não aos 30 nem aos 40. E as que dizem que são, apaixonam-se de caixão à cova de um dia para o outro.

 

Fonte: Revista ACTIVA, Junho 2009.


publicado por Strelitzia5 às 22:06
link do post | comentar | ver comentários (2) | favorito

.Strelitzia (*)


. ver perfil

. seguir perfil

. 2 seguidores

.pesquisar

 

.Julho 2010

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3

4
5
6
7
8
9
10

11
12
13
14
15
16
17

18
20
22
23

25
26
27
28
29
31


.Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

.posts recentes

. Lendo...

. REVOLTANTE

. Sobre almas gémeas

. Biblioteca de Verão - Diá...

. Debate sobre o Amor (Para...

.tags

. todas as tags

.links

SAPO Blogs