Sábado, 7 de Fevereiro de 2009

«Nostra Lisbonna»

 

As almas todas que houve em mim

As almas tantas com que já me cruzei

Tanto que eu já amei

E o pouco que senti do amor. Pouco ou nada.

 

Caíste do céu a meus pés, inadvertido e insuperável.

E revolucionaste o modo como amava.

Fizeste-me sentir que tudo era novo, fresco e finalmente certo.

O primeiro e o último.

 

Deste-me, ainda que pouco, o que mais ninguém até então havia dado,

fizeste com que sentisse tudo o que é suposto sentir,

sem qualquer lacuna, todos os ingredientes da poção.

 

Tanto que... e nada. Deixaste-me completamente ao

relento cortante e incerto e paraste o teu percurso

a meio da aventura, sem me avisar para também parar de correr.

 

Nunca te deste mais do que o que o teu egoísmo permitia

e quiseste tudo de mim.

 

Será difícil depois de ti, eu sei. Fazer com que pareça que tudo pode surgir

novamente inovador e original. Mas eu sei que não será impossível,

pois não sou como tu. Abraço a vida de uma maneira que te transcende

e tudo o que acontece apenas me enriquece, ao invés de ti que te paralisa.

 

Estás irreparavelmente danificado e eu não quero mais afundar-me contigo.

Renasci vezes demais nesta vida para morrer por ti ou seja por quem for.

 

Liberto-te. Nós nunca poderemos ser.

Não me ames que não serve de nada a ninguém, nem mesmo a mim.

Se não é para me dares esse amor e para o partilhares com o meu,

para que te serve guardar esse amor?

Deita-o fora que ele é inútil e nefasto.

 

Liberto-te. E liberto-me de ti. Já chega de ti. Não quero mais isto. Não preciso mais de ti. Já quase não penso em ti. Esqueço-me agora do que me és...

 

Foi bom conhecer-te e espero encontrar-te um outro tu na outra vida, um que esteja pronto a viver, e não já irremediavelmente morto e decomposto.

 

Amo-te. Adeus.

tags: ,

publicado por Strelitzia5 às 18:57
link do post | comentar | favorito
1 comentário:
De bastarda a 22 de Março de 2009 às 03:02
Bastarda =)
Está muito tristinho este texto, mas é uma caracteristica de adeus.
A vida dá-nos destas coisas... olá e adeus.
E de cada adeus, fica uma saudade e uma recordação do lado bom!!

fica bem =)
bjo*


Comentar post

.Strelitzia (*)


. ver perfil

. seguir perfil

. 1 seguidor

.pesquisar

 

.Julho 2010

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3

4
5
6
7
8
9
10

11
12
13
14
15
16
17

18
20
22
23

25
26
27
28
29
31


.Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

.posts recentes

. Lendo...

. REVOLTANTE

. Sobre almas gémeas

. Biblioteca de Verão - Diá...

. True Blood

. ...

. ...

. Adriana - "em contramão"

. "Neumond"

. "Lost"

.tags

. todas as tags

.links

SAPO Blogs