Segunda-feira, 31 de Agosto de 2009

Diário de férias: Dia 26, Quarta

 

Então, acordámos... No meu caso, não acordei, porque para fazer tal, é suposto ter-se estado a dormir, o que não foi o que sucedeu. Já a Tânia, renasceu das profundezas do seu tão enterrado sono, rezingona e a mandar-nos bugiar que queria dormir mais. Eu e a Marta fomos adiantando o nosso pequeno-almoço. Mascote e Tânia foram-se arranjando, enquanto eu e Marta já tínhamos ido beber um cafézinho mesmo em frente ao apartamento. Às páginas tantas, aparece a Mascote à janela a falar com sotaque de saloia da terrinha para nós cá em baixo, encenando com a Marta uma cena entre velhas cuscas.

Seguimos para a praia. O 1º dia da praiinha! Indagávamos do nome da mesma: Santa Luzia (por causa de um restaurante), Praia do Túnel (por causa de um café e do túnel que dava acesso à praia) ou seria a praia do fatídico desastre do desabamento de rochas de há poucos dias!? Peneco. A praia chamava-se Praia do Peneco. Tipo... tem alguma lógica? A praia é muito bonita. Ladeada por duas arribas, rochas e vegetação, com vista para edifícios brancos do bairro e para a igreja que soava de tempos a tempos, dando um toque romântico e etéreo a uma praia que se pensava de outro género. Com zonas para embarcamento de gaivotas e os mais variados objectos de navegação ao dispor da nossa futura diversão, com belas esplanadas...

Demos uns belos mergulhos naquele mar calmo e parado e tirámos as nossas primeiras fotos de praia. A Mascote lia muito, o seu Chiquinho Salgueiro. Perto das 13h tivémos que ir embora, não tarda chegava o autocarro que trazia mais 2 novas aquisições!: a Jójó/Jô/Joana/Janokaz e a Sarinha! A mais de 300km da Dona Manuela! Isto é milagre de Fátima!

A Marta e a Tânia foram em busca da localização dessa paragem onde elas esperavam boleia até ao apartamento, enquanto eu e a Mascote fomos adiantando o almoço. Fez-se uma saladinha com tudo à mistura muito deliciosa.

Chegam elas ao apartamento! Ehhh, abraços e beijinhos. Agora vamos comer q estamos esfomeadas! Depois do almoço, fomos ao café, e depois seguimos para a praia.

Para mim, foi o dia mais relaxante na praia. Consegui mesmo literalmente dormir, já que a noite havia sido complicada... Quando inicialmente lá chegámos, foi um desafio encontrar um buraco na areia para 6 miúdas...mas lá nos arranjámos. No mar, as palhaçadas ganharam uma graça acrescida, devido o acréscimo de pessoal.

Quase às 20h, fomos voltando para casa.

Jantámos tarde... Acho que acabámos de o fazer já era meia-noite. O jantar foi bifinhos com molho de natas e cogumelos, mais batatinhas fritas a acompanhar.

Depois de arrumar a cozinha (i.e., dum lavatório e duma arca encafuados num armário dentro da sala), fomos nos preparando para a 1ª produção à séria, vestir e pintar, e saltos e isto e aquilo. E a Tânia cheia de sono e cansaço. Mas espera, não tinha sido ela que se fartou de dormir!!?? Rrrr. Mas pronto, ela ficou, e a Mascote também. Antes de sairmos a Sara e a Joana tiveram que encher o enorme saco de cama, entre as duas camas, minha e da Tânia.

Então seguimos viagem rumo à noitada! À saída do parque de estacionamento do hotel ainda se sofreu umas peripécias... manobras muito à frente para se não raspar a porta no portão todo, com um ângulo apertadíssimo... Fomos primeiro "aquecer" no centro novo de Albufeira, nos bares da Rua da Oura, e ficámos pelo Chill Out ou que é. Deram músicas catitas, muito diferentes ao batuque, que puxavam pelos nossos dotes de verdadeira dança. Com as sandálias altas, às vezes os pés já se queixavam... Íamos descansando de tempos a tempos. Um estrangeiro (bife?) muito bonito ainda nos tirou uma foto antes de marcharmos para o próximo spot... Deixei para trás o homenzinho giro que me via dançar, so long farewell cutie... E fomos à discoteca KISS. Eram quase 4h e aquilo estava vazio e morto... WTF? Fomos lá acima, ao 2º andar, descansar as patas e sentar nos sofás, acompanhadas de um Martini Rosato. E ficámos no sofá... Ficámos... Ficámos... A conversar, a ver as vistas... Depois aparece um espanhol a meter-se com a Sara. Depois demorei uma eternidade a perceber o q ele me estava a tentar dizer, e a Sara lá traduziu, "Tá a dizer q português é muito sério", referindo-se a mim. Pah, chico, no comprendo cu do q hablas, ya? Um chato e um cola a falar português aldrabado, isto só visto... Fomos ao wc e despistámo-lo! Eram quase 5h e só aí é que valeu a pena descer para dançar. A música era meio caca. Estava sempre a levar encontrões, e com a mala ao ombro ainda pior, pelo que só me apeteceu agarrar nela e mandar um patarrão de força no focinho de alguém. A 2ª parte da noite foi mesmo chatinha. Tânia, fizeste bem em ficar a dormir.

Voltámos para casa e fomos dormir. O dia seguinte...

 

 


publicado por Strelitzia5 às 21:41
link do post | comentar | favorito
|

.Strelitzia (*)


. ver perfil

. seguir perfil

. 2 seguidores

.pesquisar

 

.Julho 2010

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3

4
5
6
7
8
9
10

11
12
13
14
15
16
17

18
20
22
23

25
26
27
28
29
31


.Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

.posts recentes

. Lendo...

. REVOLTANTE

. Sobre almas gémeas

. Biblioteca de Verão - Diá...

. True Blood

. ...

. ...

. Adriana - "em contramão"

. "Neumond"

. "Lost"

.Guest List

.tags

. todas as tags

.links

.facebook

SAPO Blogs